O governo Jair Bolsonaro, junto aos empresários, prepara mais um ataque aos trabalhadores. Dessa vez, o alvo é uma das principais empresas públicas de tecnologia, a DATAPREV. O ataque do governo consistirá em impor para os trabalhadores um plano de demissão em massa, fechar 20 unidades e privatizar.

A DATAPREV foi criada em 1974 com a finalidade de produzir soluções tecnológicas para a gestão pública e gerir de forma inteligente os dados do governo brasileiro. A empresa ter caráter público é questão de segurança nacional. Os dados de todos os brasileiros estão nas mãos dela.

A DATAPREV é responsável por processar R$50 bilhões em benefícios do INSS todo mês e R$555 bilhões por ano, o que representa 8% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Além disso, 98% de sua receita vem do processamento da folha do INSS, que o Governo Federal a paga em troca da gestão das folhas de aposentadorias e pensões. O fechamento das unidades da DATAPREV e a demissão de seus trabalhadores(as) aprofundará ainda mais o colapso existente no INSS.

A privatização da DATAPREV, além de ser uma forma de retirar direitos dos trabalhadores, diminuir salários e aumentar a exploração, também é uma medida para entregar dados e sistemas fundamentais para a segurança nacional nas mãos dos empresários.

Esse ataque vem meses após a reforma de previdência e a tentativa de impor piores condições de vida e salários aos trabalhadores. É por conta disso que os trabalhadores da DATAPREV em estados como São Paulo, Distrito Federal e outros declararam greve recentemente.

O Infoproletários apoia a greve dos trabalhadores da DATAPREV! Só a luta dos trabalhadores é capaz de frear esses ataques e avançar a luta por mais direitos.


Categorias: Oficial