Mulher trabalhando concentrada no computador, usando 2 telas. Em sua mesa há papéis, caneca, canetas e um telefone.

O que espera o trabalhador de tecnologia demitido

O Brasil do Covid-19 é ainda mais hostil com os trabalhadores.

Nestas últimas semanas, nós do Infoproletários veiculamos algumas notícias de demissões de trabalhadores de tecnologia. Elas afetam um mercado com muitas pessoas que se formaram nos últimos anos e que precisam entrar em um mercado cada vez mais saturado.[1]

A situação se torna mais tensa na medida em que empresas de diversos países desenvolvidos também têm demitido [2] [3] [4] . Todos os novos desempregados estarão concorrendo para as vagas onde empresas ainda contratam, pois ninguém consegue manter sua casa sem receber salários com o valor pago de seguro-desemprego.

O trabalho virtual é uma constante para trabalhadores de tecnologia e deveria sim ser usado neste momento de pandemia, em que sair de casa se torna um risco de morte para si e para os outros. Mas vemos que quando a vida é de interesse do trabalhador, isso não importa.

Empresas criadas há poucos anos estão fechando vagas e demitindo funcionários. Elas são as mesmas que tiveram propagandas nas mídias as tratando como inovadoras e oásis para se trabalhar, com aquela visão falsa de um espaço mais moderno.

O local de trabalho nem importa tanto neste momento. Os atrativos, que deveriam ser estabilidade, salário, higiene e condições humanas, eram ignorados nessas empresas,  e agora fica visível que eram Marketing para atrair os mais jovens e pressionar os salários para baixo com “mimos” no lugar do necessário para suas vidas.

Burocracia

O Congresso aprovou uma lei controversa de pagamentos de 600 a 1.200 reais por pessoa que era trabalhador informal antes da crise do Covid-19. Apesar disso, existe uma lista extensa de regras para a pessoa receber o dinheiro. Poucos devem conseguir sacar o dinheiro quando, neste momento de pandemia, deveria ser algo simples para qualquer um fazer. 

Pagar para todos os cidadãos, universalmente, ajudaria a resolver o problema causado pela burocracia. Se todos podem receber, a burocracia de verificação some, e quem realmente precisa pode retirar rapidamente o dinheiro.

A inflação e empobrecimento dos trabalhadores

Já é possível ver que a falta de alguns produtos causam inflação, o preço do papel higiênico não foi noticiado mas é possível ver alguns mercados cobrando o dobro do que meses atrás.

Ao contrário do gás onde já têm notícias de preço a quase o dobro do máximo, que é de 70 reais. Já existem locais onde o preço do botijão de gás é 130 reais, o que é um problema para trabalhadores que ganham o seguro-desemprego, com teto de R$ 1.800,00 [5] [6]

Se continuar assim, a inflação corrói o salário de quem ainda recebe salário, mas as demissões não param, o trabalhador então não consegue mais ter o poder de compra que tinha anteriormente, empregado ou desempregado passará necessidades.

Os sindicatos

Numa situação de inflação, desemprego, dificuldade de moradia, onde estão os sindicatos?

Muitos deles estão acostumados a receber o imposto sindical sem sair da sede. Seus dirigentes sindicais não conseguem mobilizar greves para garantir o emprego, os dissídios da inflação nos salários e nem nada. Estão desconectados das bases e não trabalham para os funcionários das empresas que demitem em massa, e sim para eles mesmos, para manter seus cargos nos sindicatos. [7]

Nossas tarefas

Precisamos ressuscitar a organização dos trabalhadores em sindicatos autônomos, longe do Estado e dos patrões. É o que precisamos para podermos manter nossa organização e  controlar objetivamente greves e ajuda mútua, seguindo os pontos:

  1. Proibição de demissões,
  2. Correção dos salários,
  3. Garantia do isolamento social.

Se junte aos Infoproletários.

O Infoproletários é um espaço de organização dos trabalhadores de tecnologia e um canal de solidariedade. Nesse momento é fundamental denunciar e expor as atitudes dos empresários que colocam os lucros acima da vida. Compartilhe suas dificuldades com o Infoproletários em nossa página https://facebook.com/infoproletarios , e mandem mensagens também para nosso email infoproletarios@gmail.com.
Sigam nosso Twitter:
https://twitter.com/infoproletarios
Sigam nosso canal no Telegram:
https://t.me/infoproletarios

Autor: Levy Sant’Anna

Referências:

[1]

[2]

https://www.theguardian.com/business/2020/apr/09/us-unemployment-filings-coronavirus

[3]

https://www.theguardian.com/world/2020/apr/03/coronavirus-uk-business-activity-plunges-to-lowest-ebb-since-records-began

[4]

https://www.usatoday.com/story/money/2020/04/09/coronavirus-another-6-6-m-workers-filed-jobless-claims-layoffs-surge/2974294001/

[5]

https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/preco-do-gas-dispara-para-ate-r-130-o-botijao-e-procon-fiscaliza/

[6]

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/01/16/seguro-desemprego-e-corrigido-parcelas-vao-ate-r-18-mil.ghtml

[7]


Relate anonimamente assédios morais e sexuais vividos na sua empresa